Publicador de Conteúdos e Mídias

EDITAL Nº 13, DE 9 DE OUTUBRO DE 2018 ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E PROVAS E TÍTULOS

Brasão do Brasil

Diário Oficial da União

Publicado em: 15/10/2018 | Edição: 198 | Seção: 3 | Página: 47

Órgão: Ministério da Educação/Fundação Universidade Federal do Piauí

EDITAL Nº 13, DE 9 DE OUTUBRO DE 2018 ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E PROVAS E TÍTULOS

O Reitor da Universidade Federal do Piauí, no uso de suas atribuições legais, e considerando o que determina o Decreto nº 6.944, de 21/08/2009, e suas alterações, o Decreto nº 7.232, de 19/07/2010, e suas alterações, torna pública a abertura de inscrições para o Concurso Público de Provas e Provas e Títulos, destinado a selecionar candidatos para provimento de 17 (dezessete) vagas para os cargos nas categorias funcionais de Técnico-Administrativos em Educação - Lei nº 11.091/2005-PCCTAE, de 12/01/2005, publicada no Diário Oficial da União, de 13/01/2005, e de acordo com a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, publicada no Diário Oficial da União, de 12/12/1990, observadas as disposições legais aplicáveis à espécie e as normas contidas neste Edital.

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELMINARES

1.1 O concurso público será executado pela Coordenadoria Permanente de Seleção - COPESE, vinculada à Reitoria da Universidade Federal do Piauí - UFPI. 1.2 Nível de classificação/Capacitação/Padrão de vencimento, Vencimento Básico, Código, Cargo, Requisito/Escolaridade, Lotação, Taxa de Inscrição e Vagas estão estabelecidos a seguir:

1.2.1 CARGOS DE NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO/ CAPACITAÇÃO/PADRÃO DE VENCIMENTO E-I-1: VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.180,96; TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 100,00

CÓD

CARGO

REQUISITO/ESCOLARIDADE

LOTAÇÃO

VAGAS

AC

(1)

CN

(2)

PCD

(3)

TOTAL

01

Administrador

Curso Superior em Administração e registro no Conselho competente

CampusMinistro Petrônio Portella - Teresina(PI)

02

-

-

02

02

Assistente Social

Curso Superior em Serviço Social e registro no Conselho competente

CampusMinistro Petrônio Portella - Teresina (PI)

01

-

-

01

03

Bibliotecário/Documentalista

Curso Superior em Biblioteconomia ou Ciências da Informação e registro no Conselho competente

CampusProfessora Cinobelina Elvas - Bom Jesus (PI)

01

-

-

01

04

Psicólogo

Curso Superior em Psicologia e registro no Conselho competente

CampusProfessora Cinobelina Elvas - Bom Jesus (PI)

01

-

-

01

05

Psicólogo

Curso Superior em Psicologia e registro no Conselho competente

Colégio Técnico de Floriano (PI)

01

-

-

01

1.2.2 CARGOS DE NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO/ CAPACITAÇÃO/PADRÃO DE VENCIMENTO D-I-1: VENCIMENTO BÁSICO: R$ 2.446,96; TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00

CÓD

CARGO

REQUISITO/ESCOLARIDADE

LOTAÇÃO

VAGAS

AC

(1)

CN (2)

PCD

(3)

TOTAL

06

Técnico de Laboratório/

Anatomia

Ensino médio profissionalizante e/ou ensino médio completo + curso técnico na área

CampusMinistro Petrônio Portella - Teresina (PI) / CCS

01

-

-

01

07

Técnico de Laboratório/

Multimídia

Ensino médio profissionalizante ou ensino médio completo + curso técnico na área

CampusMinistro Petrônio Portella - Teresina (PI) / CCHL

01

-

-

01

08

Técnico de Laboratório/

Química

Ensino médio profissionalizante na área ou ensino médio completo + curso técnico na área

CampusProfessora Cinobelina Elvas - Bom Jesus (PI)

01

-

-

01

09

Técnico de Laboratório

/Química

Ensino médio profissionalizante na área ou ensino médio completo + curso técnico na área

CampusSenador Helvídio Nunes de Barros - Picos (PI)

01

-

-

01

10

Técnico de Tecnologia da Informação

Ensino médio profissionalizante na área do cargo ou Ensino Médio Completo + Curso

CampusProfessora Cinobelina Elvas - Bom Jesus (PI)

01

-

-

01

Técnico em Computação com ênfase em Desenvolvimento de software ou Curso

Técnico em Eletrônica com ênfase em Sistemas Computacionais

11

Técnico em Anatomia e Necropsia

Ensino médio profissionalizante e/ou ensino médio completo + experiência na área

CampusSenador Helvídio Nunes de Barros - Picos (PI)

01

-

-

01

12

Técnico em Edificações

Ensino médio profissionalizante ou ensino médio Completo + Curso Técnico na área +

CampusProfessora Cinobelina Elvas - Bom Jesus (PI)

01

-

-

01

registro no Conselho competente

13

Técnico em Música/Viola

Ensino médio profissionalizante em música e/ou ensino médio completo

CampusMinistro Petrônio Portella - Teresina (PI) / CCE

01

-

-

01

14

Técnico em Radiologia (com ênfase em Odontologia)

Ensino médio profissionalizante na área ou ensino médio completo + Curso Técnico na área +

CampusMinistro Petrônio Portella - Teresina (PI) / CCS

01

-

-

01

registro no Conselho competente

15

Técnico em Radiologia (com ênfase em Veterinária)

Ensino médio profissionalizante na área ou ensino médio completo + Curso Técnico na área +

CampusMinistro Petrônio Portella - Teresina (PI) CCA/HVU

01

-

-

01

registro no Conselho competente.

16

Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais (LIBRAS)

Ensino médio + Proficiência em Libras por meio do exame PROLIBRAS ou cursos de formação.

CampusMinistro Petrônio Portella - Teresina (PI) / CCHL

01

-

-

01

para Tradutor e Intérprete de Libras previstos no art. 18, cap. V, do Decreto nº 5.626/05, e/ou art

4º da Lei nº 12.319/10

AC - Vagas para candidatos da Ampla Concorrência.

CN - Vagas reservadas para candidatos autodeclarados negros (Lei nº 12.990/2014, de 09 de junho de 2014).

PCD - Vagas reservadas para Pessoas com Deficiência (Decretos nº 3.298, de 20/12/1999 e 9.508, de 24/09/2018).

1.3 A Jornada de trabalho é de 40 (quarenta) horas semanais para todos os cargos, exceto Técnico em Radiologia que é de 24 (vinte e quatro) horas semanais. 1.4 O valor do vencimento básico informado para todos os cargos é referente ao mês de outubro/2018. 1.5 O servidor fará jus ao Auxílio Alimentação e demais vantagens previstas na legislação. 1.6 Os cursos indicados no requisito/escolaridade devem ser reconhecidos pelo MEC. 1.7 Os documentos comprobatórios referentes ao requisito/escolaridade serão exigidos somente para investidura no cargo e para a Análise de Títulos de candidatos aos cargos de nível superior Administrador, Assistente Social, Bibliotecário/Documentalista e Psicólogo. 1.7.1 Para os candidatos habilitados à entrega dos títulos, os documentos comprobatórios da formação acadêmica e outros documentos exigidos deverão ser apresentados na data prevista para entrega de títulos, mantendo-se a exigência da comprovação dos documentos por ocasião da posse. 1.8 Para o cargo Técnico em Anatomia e Necropsia será exigida a comprovação de experiência prévia, devendo o candidato, na investidura do cargo, apresentar Carteira de Trabalho ou Contrato de Prestação de Serviço ou admissão no Serviço Público.

2 DAS INSCRIÇÕES

2.1 A solicitação de inscrição será efetuada exclusivamente via internet, no endereço eletrônico www.ufpi.br/copese, a partir das 09 horas do dia 17/10/2018 até às 23h59min do dia 13/11/2018, observado o horário local. 2.2 O candidato deverá preencher todos os campos do formulário eletrônico, imprimir seu pedido de inscrição e o boleto para pagamento da taxa de inscrição, que deverá ser feito através de GRU (Guia de Recolhimento da União). O pagamento deverá ser efetivado até o dia 14/11/2018, em qualquer agência bancária ou em seus correspondentes. 2.2.1 O boleto da GRU para o pagamento da taxa de inscrição neste concurso público deve ser gerado exclusivamente no endereço eletrônico www.ufpi.br/copese. 2.2.2 Não terá validade para fins de inscrição neste concurso público, o boleto da GRU que, embora quitado dentro do prazo, estiver com o código alterado e cujo pagamento não for confirmado pelo agente financeiro para o banco de dados da COPESE. 2.2.3 O comprovante de agendamento ou programação de pagamento não tem validade para comprovar o pagamento da taxa de inscrição neste concurso público. 2.3 Os pedidos de inscrição somente serão acatados e terão validade após a comprovação do pagamento da taxa de inscrição, dentro do prazo estabelecido no item 2.2 deste Edital. 2.4 Havendo mais de uma inscrição paga pelo candidato, prevalecerá a última inscrição cadastrada, ou seja, a de data e hora mais recentes. As demais inscrições realizadas serão desconsideradas e o valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido. 2.5 A COPESE/UFPI não se responsabilizará por pedido de inscrição não recebido por motivo de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados. 2.6 O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo em caso de cancelamento do certame por conveniência da Administração Superior da UFPI. 2.7 É vedada a transferência do valor pago a título de taxa para terceiros ou para outros certames. 2.8 Não será aceita inscrição por via postal, fax, condicional e/ou extemporânea, ou por qualquer outra via não especificada neste Edital. 2.9 Efetivada a inscrição, não será permitida, em nenhuma hipótese, a alteração de dados pelo candidato. 2.10 As informações registradas no pedido de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, dispondo a COPESE/UFPI do direito de excluir deste concurso público aquele que não preencher o formulário de forma completa e correta ou se constatar, posteriormente, que as informações são inverídicas. 2.11 Será desconsiderado o pedido de inscrição que estiver em desacordo com o estabelecido neste Edital. 2.12 O candidato deverá acessar o sítio www.ufpi.br/copese e imprimir o seu cartão de inscrição a partir do dia 11/12/2018, conforme consta no Cronograma de Execução - Anexo V deste Edital. 2.13 O comprovante de inscrição, no qual consta o número de inscrição, deverá ser mantido em poder do candidato e apresentado no dia de realização da prova.

3 DA ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

3.1 Os candidatos que atendam às exigências legais estabelecidas no Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007, no Decreto 6593 de 02 de outubro de 2008 e na Lei 13.656 de 30 de abril 2018 poderão solicitar isenção do pagamento da taxa de inscrição no período de 17 a 25/10/2018, devendo para tanto, fazer a solicitação no formulário de pedido de inscrição, disponível no sítio www.ufpi.br/copese, informando o Número de Identificação Social - NIS, atribuído pelo CadÚnico do Governo Federal, desde que, cumulativamente, se enquadrem nas condições a seguir especificadas: a) candidato inscrito no Cadastro Único para programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico, de que trata o Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007; e b) for membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007, ou seja, aquela com renda per capita(por pessoa) de até meio salário mínimo ou que possua renda familiar mensal de até três salários mínimos. 3.2 A COPESE/UFPI consultará o órgão gestor do CadÚnico para verificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato. 3.2.1 A declaração falsa sujeitará o candidato às sanções previstas em lei, aplicando-se, ainda, o disposto no parágrafo único, do art. 10, do Decreto nº 83.936, de 06 de setembro de 1979. 3.3 Os candidatos doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde, são isentos da taxa de inscrição (Lei 13.656, de 30 de abril 2018), devendo para tanto, fazer a solicitação no formulário de pedido de inscrição, preencher o requerimento disponível no endereço www.ufpi.br/copese e enviar à COPESE no período de 17 a 25/10/2018, laudo emitido por médico de entidade reconhecida pelo Ministério da Saúde, que comprove que o candidato efetuou a doação de medula óssea, bem como a data de doação. 3.4 A relação dos candidatos com pedidos de isenção da taxa de inscrição deferidos será disponibilizada na internet, no endereço eletrônico www.ufpi.br/copese, até o dia 31/10/2018. 3.4.1 O candidato isento terá sua inscrição automaticamente confirmada. 3.5 Os candidatos com pedidos de isenção da taxa de inscrição indeferidos poderão interpor recurso mediante o preenchimento de formulário disponível na página eletrônica www.ufpi.br/copese até o dia 01/11/2018, conforme consta no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 3.6 Os candidatos que tiverem o seu pedido de isenção do pagamento da taxa de inscrição indeferido deverão efetivar sua inscrição neste concurso público de acordo com o item 2.2 e seus subitens deste Edital.

4 DA RESERVA DE VAGAS AOS CANDIDATOS NEGROS

4.1 Conforme previsto na Lei nº 12.990/2014, serão reservados 20% (vinte por cento) das vagas aos candidatos que se autodeclararem pretos ou pardos. 4.1.1 A reserva de vagas aos negros será aplicada quando o número de vagas oferecidas para o cargo ou emprego deste concurso público for igual ou superior a 3 (três). 4.1.2 Nos casos em que a aplicação do percentual resultar em número fracionado, este será aumentado para o primeiro número inteiro subsequente, em caso de fração igual ou maior que 0,5 (cinco décimos); ou diminuído para número inteiro imediatamente inferior, em caso de fração menor que 0,5 (cinco décimos). 4.2 Não há reserva de vagas neste Concurso Público para candidatos negros ou pardos em razão do quantitativo oferecido. No entanto, o candidato poderá se inscrever e concorrer às vagas ofertadas para ampla concorrência.

5 DA RESERVA DE VAGAS AO CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA

5.1 Em cumprimento ao Decreto nº 3.298, de 20/12/1999, serão reservadas às pessoas com deficiência (PCD), em caso de aprovação, 5% (cinco por cento) do total das vagas desde que a deficiência de que são portadoras seja compatível com as atribuições do cargo. 5.2 Não há reserva de vagas neste Concurso Público para candidatos com deficiência em razão do quantitativo oferecido. No entanto, o candidato poderá se inscrever e concorrer às vagas ofertadas para ampla concorrência.

6 DO ATENDIMENTO ESPECIALIZADO AOS CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA

6.1 O candidato com deficiência poderá requerer no período de inscrição, atendimento especializado, para o dia da realização das provas objetivas e práticas, indicando as condições de que necessita para a realização dessas, como previsto no artigo 4º do Decreto Federal nº 9.508/2018. 6.2 As pessoas com deficiência, resguardadas as condições especiais previstas no Decreto nº 9.508/2018, particularmente em seu artigo 2º, participarão deste concurso público em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, horário, local de aplicação das provas e à nota mínima exigida para todos os candidatos. 6.3 Ao inscrever-se neste concurso público, na condição de pessoa com deficiência, o candidato deverá indicar a sua necessidade especial no Formulário do Pedido de Inscrição, escolhendo a opção "deficiência" e indicando o tipo de deficiência em que se enquadra, bem como, entregar, no período de 17/10 a 13/11/2018, em dias úteis, das 08h30min às 11h30min e das 14h30min às 17h30min, pessoalmente, ou por terceiro, ou ainda via SEDEX, à Coordenadoria Permanente de Seleção - COPESE, Campus Universitário Ministro Petrônio Portella, Bairro Ininga, CEP: 64049-550, Teresina-PI, a seguinte documentação: a) laudo médico, emitido há, no máximo, 12 (doze) meses, considerando-se como limite a data de inscrição neste concurso público, atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID, bem como a provável causa da deficiência; b) requerimento, em formulário próprio, disponibilizado no endereço eletrônico www.ufpi.br/copese, indicando o tipo de deficiência, as tecnologias assistivas e as condições especificas de que necessita para a realização das provas, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista na área de deficiência, para o candidato cuja deficiência comprovadamente assim o exigir. 6.3.1 O candidato com deficiência que não necessitar de atendimento especializado deverá, também, informar essa situação no requerimento de que trata o item 6.3, alínea "b", deste Edital. 6.3.2 O atendimento às condições solicitadas ficará sujeito à análise de viabilidade e razoabilidade do pedido, bem como às possibilidades de atendimento compatível, dentro das condições da UFPI/COPESE. 6.3.3 O não cumprimento do item 6.3, alíneas "a" e "b" deste Edital, desobrigará a organização deste Concurso Público dar cumprimento ao que estabelece o item 6.4 deste Edital. 6.3.4 As solicitações após o prazo estabelecido no item 6.3 deste Edital serão indeferidas. 6.3.5 O laudo médico apresentado terá validade somente para este concurso público e não será devolvido ao candidato. 6.4 De acordo com o Decreto nº 9.508/2018, fica assegurado o acesso às seguintes tecnologias assistivas nas realizações das provas deste concurso público, sem prejuízo de adaptações que se fizerem necessárias: I - ao candidato com deficiência visual: a) prova impressa em braille; b) prova impressa em caracteres ampliados, com indicação do tamanho da fonte; c) prova gravada em áudio por fiscal ledor, com leitura fluente; d) prova em formato digital para utilização de computador com software de leitura de tela ou de ampliação de tela; e e) designação de fiscal para auxiliar na transcrição das respostas; II - ao candidato com deficiência auditiva: a) prova gravada em vídeo por fiscal intérprete de Linguagem de Sinais - Libras, nos termos do disposto na Lei nº 12.319, de 1º de setembro de 2010, preferencialmente com habilitação no Exame de Proficiência do Programa Nacional para a Certificação de Proficiência no Uso e Ensino da Libras e para a Certificação de Proficiência em Tradução e Interpretação da Libras/Língua Portuguesa - Prolibras; e b) autorização para utilização de aparelho auricular, sujeito à inspeção e à aprovação pela autoridade responsável pelo concurso público, com a finalidade de garantir a integridade do certame; III - ao candidato com deficiência física: a) mobiliário adaptado e espaços adequados para a realização da prova; b) designação de fiscal para auxiliar no manuseio da prova e na transcrição das respostas; e c) facilidade de acesso às salas de realização da prova e às demais instalações de uso coletivo no local onde será realizado o certame. 6.5 Para efeito de classificação do tipo de deficiência apresentada pelo candidato, serão observadas as categorias constantes no Art. 4º, incisos I a V do Decreto Federal nº 3.298/1999, de 20 de dezembro de 1999, quais sejam: I - Deficiência física; II - Deficiência auditiva; III - Deficiência visual; IV - Deficiência mental; V - Deficiência múltipla. 6.6 O candidato com deficiência que, no Formulário do Pedido de Inscrição, não declarar esta condição e não entregar a documentação do item 6.3 deste Edital, não poderá impetrar recurso administrativo em favor de sua situação. 6.7 A deficiência do candidato, admitida a correção por equipamentos, adaptações, meios ou recursos especiais, deve permitir o desempenho das atribuições do cargo. 6.7.1 O candidato com deficiência deverá se submeter a todas as etapas do presente concurso público e possuir todas as condições físicas necessárias ao exercício do cargo, visto que, as atribuições do cargo não serão modificadas para se adaptar ao candidato com deficiência. 6.8 O candidato que se inscrever como pessoa com deficiência, caso classificado, deverá submeter-se a exame para emissão de laudo conclusivo sobre sua aptidão ou não para o exercício do cargo. 6.8.1 O candidato que for julgado pela junta médica oficial como INAPTO para o exercício do cargo, em razão da incompatibilidade da deficiência com o exercício das atividades do cargo, será desclassificado deste concurso público. 6.9 A UFPI/COPESE designará, Comissão Multiprofissional, composta por três profissionais capacitados e atuantes nas áreas das deficiências que o candidato possuir, dentre os quais um deverá ser médico e os outros profissionais da carreira a que concorrerá o candidato. A equipe multiprofissional emitirá parecer que observará: I- as informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição no concurso público ou no processo seletivo; II- a natureza das atribuições e das tarefas essenciais do cargo, do emprego ou da função a desempenhar; III- a viabilidade das condições de acessibilidade e as adequações do ambiente de trabalho na execução das tarefas; IV- a possibilidade de uso, pelo candidato, de equipamentos ou de outros meios que utilize de forma habitual; e V- o resultado da avaliação com base no disposto no § 1º do art. 2º da Lei nº 13.146, de 2015, sem prejuízo da adoção de critérios adicionais previstos em edital. 6.10 Após a investidura do candidato no cargo, a deficiência não poderá ser arguida para justificar a concessão de aposentadoria. 6.11 O candidato com deficiência que necessitar de tempo adicional para realização das provas deverá requerê-lo, com justificativa acompanhado de parecer emitido por equipe multiprofissional ou por profissional especialista nos impedimentos apresentados por cada candidato. 6.11.1 A solicitação deverá ser realizada durante o período de inscrição do concurso público.

7 DO ATENDIMENTO ESPECÍFICO A OBESO, GESTANTE OU LACTANTE E PELO NOME SOCIAL

7.1 O candidato obeso ou a candidata gestante poderá solicitar à COPESE/UFPI até 5 (cinco) dias úteis antes da realização da prova deste concurso público, por meio da página eletrônica www.ufpi.br/copese, cadeira com mais espaço ou mesa e cadeira separadas. 7.2 A candidata lactante que tiver necessidade de amamentar durante a realização da prova poderá fazê-lo, devendo, para tanto, encaminhar à COPESE/UFPI solicitação disponível na página eletrônica www.ufpi.br/copese até 5 (cinco) dias úteis antes da realização da prova deste concurso público, com qualificação completa da candidata, nome e data de nascimento da(s) criança(s) e os dados do(a) acompanhante adulto(a) (nome, data de nascimento, número e órgão expedidor da cédula de identidade, número do CPF), que deverá comparecer ao local de realização da prova, ficar em sala reservada para essa finalidade e responsabilizar-se pelos cuidados e guarda da(s) criança(s). 7.2.1 Em caso de atendimento da solicitação, a COPESE/UFPI providenciará sala específica para a(s) criança(s) e o(a) acompanhante localizada o mais próximo possível da sala de realização da prova. 7.2.2 A COPESE/UFPI não se responsabilizará pelos cuidados e guarda da(s) criança(s) durante a realização da prova. 7.3 No momento da amamentação, a candidata deverá ser acompanhada por uma fiscal cadastrada pela COPESE/UFPI. 7.4 Não haverá compensação do tempo utilizado para amamentação e outros cuidados maternais no tempo de duração da prova. 7.5 Não será permitida a presença da(s) criança(s) e nem do(a) acompanhante na sala de realização da prova. 7.6 A candidata lactante que estiver com a(s) criança(s) no momento de realização da prova e não levar acompanhante para cuidar da(s) criança(s) não fará a prova. 7.7 Com base no Decreto nº 8.727, de 28 de abril de 2016, o candidato travesti ou transexual que após realizar a sua inscrição neste processo seletivo desejar atendimento pelo NOME SOCIAL (designação pela qual a pessoa travesti ou transexual se identifica e é socialmente reconhecida, em consonância com a sua identidade de gênero) poderá solicitá-lo na página eletrônica www.ufpi.br/copese, por meio de formulário disponível, que deverá ser impresso, preenchido com a justificativa da condição que motiva a solicitação, devidamente assinado e enviado pelo e-mail copese@ufpi.edu.br, até o dia 13/11/2018. 7.7.1 Não serão aceitas outras formas de solicitação para atendimento específico pelo NOME SOCIAL, tais como: via postal, telefone, fax e redes sociais.

8 DAS FASES DO CONCURSO

8.1 Este concurso público compreenderá as seguintes fases: a) Prova Escrita Objetiva - para todos os cargos; b) Prova Prática - para os cargos de Técnico de Laboratório/Multimídia, Técnico em Música/Viola, Técnico em Radiologia (com ênfase em Veterinária), Técnico em Radiologia (com ênfase em Odontologia) e de Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais (LIBRAS); c) Análise de Títulos para os cargos de Nível Superior (Administrador, Assistente Social, Bibliotecário/Documentalista e Psicólogo). 8.2 A prova escrita objetiva será de caráter eliminatório e classificatório e constará de 50 (cinquenta) questões teóricas, compreendendo 20 (vinte) questões de Conhecimentos Gerais, sendo 10 (dez) questões de Língua Portuguesa e 10 (dez) questões de Legislação do Regime Jurídico Único (RJU), para todos os cargos, e 30 (trinta) questões de Conhecimentos Específicos de cada cargo. 8.2.1 Cada questão valerá 2,0 (dois) pontos, totalizando 100 (cem) pontos no valor da prova. 8.2.2 As questões da prova escrita objetiva de conhecimentos gerais e específicos terão 05 (cinco) alternativas de respostas, do tipo múltipla escolha, com uma única resposta correta. As provas terão duração de 04 (quatro) horas, já incluído o tempo destinado ao preenchimento do cartão-resposta. 8.2.3 Os conteúdos programáticos da prova escrita objetiva constam no Anexo II deste Edital. 8.3 A prova prática para o cargo de Técnico de Laboratório/Multimídia será de caráter eliminatório e classificatório, valerá no máximo 100 (cem) pontos, conforme procedimentos e critérios especificados na seção 11 deste Edital. 8.4 A prova prática para o cargo de Técnico em Música/Viola será de caráter eliminatório e classificatório, valerá no máximo 100 (cem) pontos, resultante da média ponderada obtida pela nota da Etapa 1 multiplicada pelo peso 1 e nota da Etapa 2 multiplicada pelo peso 2, conforme procedimentos e critérios especificados na seção 12 deste Edital. 8.5 A prova prática para o cargo de Técnico em Radiologia (com ênfase em Odontologia) será de caráter eliminatório e classificatório, valerá no máximo 100 (cem) pontos, conforme procedimentos e critérios especificados na seção 13 deste Edital. 8.6 A prova prática para o cargo de Técnico em Radiologia (com ênfase em Veterinária) será de caráter eliminatório e classificatório, valerá no máximo 100 (cem) pontos, conforme procedimentos e critérios especificados na seção 14 deste Edital. 8.7 A prova prática para o cargo de Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais (LIBRAS) será de caráter eliminatório e classificatório, valerá no máximo 100 (cem) pontos, conforme procedimentos e critérios especificados na seção 15 deste Edital. 8.8 A Análise de Títulos para os cargos de Nível Superior (Administrador; Assistente Social; Bibliotecário/Documentalista e Psicólogo) será de caráter apenas classificatório e consistirá da entrega, pelo candidato ou seu procurador, dos componentes curriculares especificados na Tabela para Pontuação de Títulos - Anexo III deste Edital e na análise e pontuação dos documentos comprobatórios pela Banca Examinadora. 8.8.1 A análise de títulos valerá, no máximo, 20 (vinte) pontos, conforme Tabela para Pontuação de Títulos - Anexo III deste Edital. 8.8.2 Os procedimentos para análise dos títulos apresentados pelo candidato estão explicitados na seção 16 deste Edital. 8.9 A denominação do cargo, a área de conhecimento, o total de questões por área e o valor da prova escrita objetiva de conhecimentos gerais e específicos, da prova prática e da análise dos títulos estão discriminados no quadro a seguir:

PROVA ESCRITA OBJETIVA

CARGOS

ÁREA DE CONHECIMENTO

Nº DE QUESTÕES

TOTAL DE PONTOS

TODOS OS CARGOS

Conhecimentos Gerais:

100

Língua Portuguesa

10

Legislação do Regime Jurídico Único (RJU)

10

Conhecimentos Específicos do Cargo

30

PROVA PRÁTICA

Técnico de Laboratório/Multimídia

Somente para candidatos aprovados na prova escrita objetiva e que atendam aos limites estabelecidos no item 10.1 deste Edital

-

100

Técnico em Radiologia (com ênfase em Odontologia)

Técnico em Radiologia (com ênfase em Veterinária)

Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais (LIBRAS)

Técnico em Música/Viola

Todos os candidatos aprovados na prova escrita objetiva.

A Etapa 2 da prova prática será realizada apenas pelos candidatos aprovados na Etapa 1

-

100

ANÁLISE DE TÍTULOS

Administrador, Assistente Social, Bibliotecário/Documentalista e Psicólogo

Somente para os candidatos aprovados na prova escrita objetiva até os limites estabelecidos no item 9.28 deste Edital

-

20

9 DA REALIZAÇÃO DA PROVA ESCRITA OBJETIVA

9.1 A Prova Escrita Objetiva será aplicada no dia 16/12/2018, de 08 às 12 horas, conforme data prevista no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital, nas cidades de Teresina-PI e Bom Jesus-PI, conforme discriminado a seguir:

CÓD.

LOTAÇÃO

CIDADE DE PROVA

CAMPUS MINISTRO PETRÔNIO PORTELLA

TERESINA-PI

01

Administrador

02

Assistente Social

06

Técnico de Laboratório/Anatomia

07

Técnico de Laboratório/Multimídia

13

Técnico em Música/Viola

14

Técnico em Radiologia (com ênfase em Odontologia)

15

Técnico em Radiologia (com ênfase em Veterinária)

16

Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais - LIBRAS

COLÉGIO TÉCNICO DE FLORIANO

05

Psicólogo

CAMPUS SENADOR HELVÍDIO NUNES DE BARROS

09

Técnico de Laboratório/Química

11

Técnico em Anatomia e Necropsia

CAMPUS PROFESSORA CINOBELINA ELVAS

BOM JESUS-PI

03

Bibliotecário/Documentalista

04

Psicólogo

08

Técnico de Laboratório/Química

10

Técnico de Tecnologia da Informação

12

Técnico em Edificações

9.1.1 A prova escrita objetiva terá 04 (quatro) horas de duração, já incluído o tempo para preenchimento do cartão-resposta, iniciando-se às 08h00min (oito horas) e encerrando-se às 12h00min (doze horas), observado o horário local. 9.1.2 O cartão de inscrição informando o local de aplicação da prova objetiva será divulgado na internet, na página eletrônica www.ufpi.br/copese, a partir do dia 11/12/2018, conforme item 2.12 deste Edital. 9.1.3 São de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta de seu local de realização da prova e o comparecimento no horário determinado. 9.2 O candidato deverá comparecer ao local determinado para a realização da prova com antecedência mínima de 01 (uma) hora do horário fixado para o seu início, munido de: a) caneta esferográfica (tinta preta ou azul-escuro); b) comprovante de inscrição; c) cartão de inscrição; d) documento original de identificação informado no pedido de inscrição. 9.3 Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização da prova, o documento de identidade original informado por ocasião da inscrição neste concurso público, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado outro documento original com foto e assinatura, que tenha fé pública: identidade civil (expedida pelas Secretarias de Segurança Pública ou Polícia Civil); ou identidade militar (expedida pela Polícia Militar, Polícia Federal ou Forças Armadas); ou identidade profissional (expedida por Ordens ou Conselhos Profissionais); ou carteira de trabalho e previdência social (CTPS); ou Carteira Nacional de Habilitação. 9.3.1 O candidato que apresentar documento e identidade diferente do informado na inscrição será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de dados, de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio. 9.3.2 A identificação especial será exigida, também, do candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia e/ou à assinatura do portador. 9.3.3 Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, CPF, títulos eleitorais, carteira de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, nem documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados. 9.3.4 Não será aceita cópia do documento de identidade, ainda que autenticada, nem protocolo de documento. 9.3.5 Não será aceito boletim de ocorrência sobre perda, roubo ou extravio de documento de identificação. 9.4 Para candidato estrangeiro, serão considerados documentos de identidade o passaporte e a cédula de identidade emitida pelo país de origem. 9.5 Sem o documento original de identidade o candidato não fará prova. 9.6 O(s) portão(ões) do(s) Centro(s) de Aplicação de Prova-CAP será(ão) aberto(s) com antecedência de 01 (uma) hora do início previsto para realização da prova. Se estiver chovendo, o horário de entrada dos candidatos poderá ser antecipado, a critério da Coordenação do CAP, mediante orientação da COPESE/UFPI. 9.7 A entrada dos candidatos na sala de prova só será permitida a partir das 7h00min horas, após identificação e verificação dos dados pelos fiscais credenciados, salvo em caso de motivo de força maior. 9.8 Após ser identificado, nenhum candidato poderá retirar-se da sala de aplicação da prova sem autorização e/ou sem acompanhamento da fiscalização. 9.9 Não será admitido à sala de prova o candidato que se apresentar após o horário estabelecido para o início da prova. 9.10 Se antes do começo da prova escrita objetiva ocorrer falta eventual de energia elétrica ou outro evento relevante no(s) centro(s) de aplicação de prova (CAP), o horário do início da prova poderá ser prorrogado, mediante análise da situação e decisão da COPESE. Neste caso, haverá compensação do tempo no horário de duração da prova. 9.10.1 Se ocorrer eventual falta de energia elétrica ou outro evento relevante durante a realização da prova escrita objetiva, poderá haver compensação do tempo no horário de duração da prova, se esta for a decisão tomada pela COPESE de acordo com a avaliação do problema. 9.11 O candidato que se retirar do local de prova não poderá retornar em hipótese alguma. 9.12 É expressamente proibido ao candidato portar no local de aplicação da prova telefone celular, ponto eletrônico ou quaisquer aparelhos de comunicação, de cálculo e/ou registro ou transmissão de dados ou informações. Durante a realização da prova objetiva, não será permitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, bem como portar armas, usar óculos escuros, boné, boina, chapéu ou similares (ressalvados os casos de expressa recomendação médica, devidamente comprovada). 9.12.1 Se o candidato for flagrado pelos fiscais ou organização deste concurso público portando ou usando qualquer aparelho eletrônico ou de comunicação não permitido, terá a prova escrita apreendida, mediante lavratura do Termo de Apreensão de Prova. 9.12.2 Em caso de suspeita de fraude, os aparelhos eletrônicos ou de comunicação serão recolhidos para perícia e o candidato será encaminhado para fins de investigação policial. 9.12.3 A COPESE não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos ocorridos durante a realização das provas, nem por danos neles causados. 9.13 Terá sua prova anulada e será automaticamente eliminado deste concurso público, o candidato que durante a realização da prova: a) for surpreendido dando e/ou recebendo auxílio para a execução da prova; b) utilizar-se de livros, máquinas de calcular e/ou equipamento similar, dicionário, notas e/ou impressos que não forem expressamente permitidos e/ou que se comunicar com outro candidato; c) for surpreendido portando qualquer dos equipamentos ou similar, discriminados no item 9.12 deste Edital; d) faltar com o devido respeito com qualquer membro da equipe de aplicação da prova, com as autoridades presentes e/ou com os candidatos; e) recusar-se a entregar o caderno de questões (prova) e o cartão-resposta ao término do tempo destinado para a sua realização; f) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal e/ou portando cartão-resposta; g) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido; h) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos ou ilegais para obter aprovação própria ou de terceiros, em qualquer fase deste concurso público. 9.14 Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para aplicação da prova em razão de afastamento de candidatos da sala de prova. 9.15 No dia de realização da prova, não serão fornecidas por qualquer membro da equipe de aplicação da prova e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo da prova e/ou a critérios de avaliação/classificação. 9.16 O cartão-resposta será entregue ao candidato decorridos 30 (trinta) minutos do início da realização da prova, mediante assinatura obrigatória do candidato no cartão-resposta e na folha de frequência do candidato. 9.17 Somente será permitido ao candidato entregar o seu caderno de questões (prova) e o cartão-resposta após 01(uma) hora do início da realização da prova. 9.17.1 O candidato que, por qualquer motivo, entregar o caderno de questões (prova) e o cartão-resposta antes de completar 01 (uma) hora do início de realização da prova, será automaticamente eliminado deste concurso público. 9.18 As respostas da prova objetiva devem ser transcritas obrigatoriamente pelo candidato para o cartão-resposta com caneta esferográfica com tinta preta ou azul-escuro, que é o único documento válido para a correção eletrônica através de leitura digital. 9.19 O preenchimento do cartão-resposta, conferências de seus dados e assinatura serão de responsabilidade exclusiva do candidato, que procederá de acordo com as instruções nele contidas. 9.19.1 As marcações que estiverem em desacordo com as instruções contidas no cartão-resposta serão consideradas incorretas. Os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente no cartão-resposta são de inteira responsabilidade do candidato. 9.19.2 Não serão computadas questões com respostas não assinaladas ou que contenham mais de uma marcação, emenda ou rasura. 9.20 Não será permitido que as marcações no cartão-resposta sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso que o candidato tenha solicitado atendimento especial, conforme item 6.3 deste Edital. Neste caso, se necessário, o candidato será acompanhado por ledor devidamente treinado, designado pela COPESE. 9.21 Ao encerrar a prova, o candidato entregará, obrigatoriamente, ao fiscal da sala, o caderno de questões e o cartão-resposta, devidamente assinado. 9.22 Em nenhuma hipótese, haverá substituição do cartão-resposta por erro do candidato, seja qual for o motivo alegado. 9.23 O não comparecimento ao local, na data e horário determinados para realização da prova, por causa de doença, atraso ou qualquer outro motivo, implicará na eliminação automática do candidato deste concurso público. 9.24 O gabarito preliminar, da prova escrita objetiva, será divulgado na data constante no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 9.25 Não será aplicada prova em local, data ou horário diferentes dos predeterminados no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V, deste Edital. 9.26 As provas serão disponibilizadas no endereço eletrônico www.ufpi.br/copese na data prevista no Cronograma de Execução - Anexo V deste edital. 9.27 Qualquer alteração no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital será divulgada na internet, no endereço eletrônico www.ufpi.br/copese. 9.28 Será aprovado na prova escrita objetiva o candidato que obtiver, no mínimo, 40% (quarenta por cento) de acerto nas questões de cada área de conhecimentos gerais: Língua Portuguesa e Legislação do Regime Jurídico Único e, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) de acerto das questões de conhecimentos específicos de cada cargo, até o limite de: 09 (nove) candidatos para o cargo de Administrador; 05 (cinco) candidatos para o cargo de Assistente Social (Campus Ministro Petrônio Portella - Teresina); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Bibliotecário/Documentalista (Campus Profª Cinobelina Elvas - Bom Jesus/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Psicólogo - Cód. 04 (Campus Prof.ª Cinobelina Elvas - Bom Jesus/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Psicólogo - Cód. 05 (Colégio Técnico de Floriano/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Tradutor e Intérprete em Linguagem de Sinais (Campus Ministro Petrônio Portella - Teresina/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Técnico em Radiologia (com ênfase em Odontologia) (Campus Ministro Petrônio Portella-Teresina/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Técnico em Radiologia (com ênfase em Veterinária) (Campus Ministro Portella-Teresina/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Técnico de Laboratório/Química - Cód. 08 (Campus Profª Cinobelina Elvas - Bom Jesus/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Técnico de Laboratório/Química - Cód. 09 (Campus Senador Helvídio Nunes de Barros - Picos/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Técnico de Laboratório/Anatomia (Campus Ministro Petronio Portella - Teresina/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Técnico em Edificações (Campus Profª Cinobelina Elvas - Bom Jesus/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Técnico em Tecnologia da Informação (Campus Profª Cinobelina Elvas - Bom Jesus/PI); 05 (cinco) candidatos para o cargo de Técnico de Laboratório/Multimídia (Campus Ministro Petrônio Portella - Teresina-PI) e 05 (cinco) candidatos para o cargo de Técnico em Anatomia e Necropsia (Campus Senador Helvídio Nunes de Barros - Picos/PI). 9.28.1 Em se considerando a natureza do cargo e a metodologia a ser adotada na realização da prova prática, os candidatos ao cargo de Técnico em Música/Viola que obtiverem, no mínimo, 10% (dez por cento) de acerto nas questões de cada área de conhecimentos gerais: Língua Portuguesa e Legislação do Regime Jurídico Único e, no mínimo, 30% (trinta por cento) de acerto das questões de conhecimentos específicos serão aprovados na prova escrita objetiva. 9.28.2 Os candidatos empatados na última posição no resultado da prova escrita objetiva de cada cargo, conforme os limites estabelecidos no item 9.28 deste Edital, serão também aprovados e classificados nesta fase do certame. 9.29 O candidato poderá interpor recurso no período de 18 e 19/12/2018, conforme período previsto no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital, referente às questões da prova objetiva, na forma especificada na seção 14 deste Edital. 9.30 O resultado da prova escrita objetiva será divulgado na página eletrônica www.ufpi.br/copese no dia 17/01/2019, conforme previsto no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 9.31 Os candidatos que não atingirem classificação suficiente até os limites estabelecidos no item 9.28 deste Edital, ainda que tenham obtido aprovação na prova escrita objetiva de conhecimentos gerais e específicos, serão automaticamente eliminados deste Concurso Público.

10 DA REALIZAÇÃO DA PROVA PRÁTICA

10.1 A prova prática para os cargos de Técnico de Laboratório/Multimídia, Técnico em Radiologia (com ênfase em Odontologia), Técnico em Radiologia (com ênfase em Veterinária) e de Tradutor e Intérprete em Linguagem de Sinais (LIBRAS), será realizada apenas para os 05 (cinco) primeiros candidatos aprovados e classificados na prova escrita objetiva em cada cargo, incluindo os candidatos empatados na 5ª (quinta) posição de cada cargo (se houver). 10.1.1 A prova prática para o cargo de Técnico em Música/Viola será realizada por todos os candidatos aprovados na prova objetiva. 10.1.2 A relação dos candidatos que participarão da Prova Prática será divulgada na data prevista no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 10.2 A Etapa 1 da prova prática para o cargo de Técnico em Música/Viola será realizada por todos os candidatos aprovados na prova escrita objetiva. A Etapa 2 será realizada apenas pelos candidatos aprovados na Etapa 1. 10.2.1 Os candidatos que não cumprirem a Etapa 1 da prova prática, deixando de gravar a execução de uma peça de confronto, com o som e a imagem do candidato, tendo a duração de 10 (dez) a 20 (minutos) minutos e de encaminhar em mídia DVD, pessoalmente ou via SEDEX, para a COPESE, no período constante no Cronograma de Execução - Anexo V deste Edital, conforme estabelecido no item 12.2 e seus subitens deste Edital, serão eliminados deste concurso público, mesmo que tenham sido aprovados na prova escrita objetiva. 10.2.2 A relação dos candidatos habilitados à realização da Etapa 2 da prova prática para os cargos de Técnico em Música/Viola será divulgada na data prevista no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 10.3 As Bancas Examinadoras da Prova Prática serão designadas pela COPESE e compostas por três membros titulares e um suplente, entre docentes da UFPI e/ou convidados de outras instituições públicas de ensino. 10.4 Não poderá compor as Bancas Examinadoras da prova prática: I- cônjuge ou companheiro(a) de candidato(a), mesmo que divorciado(a) ou separado(a) judicialmente; II- ascendentes ou descendente de candidato ou colateral até o terceiro grau, seja o parentesco por consanguinidade, afinidade ou adoção; III- sócio de candidato em atividade profissional ou coautor de trabalho científico ou profissional; IV- orientador ou coorientador acadêmico do candidato em nível de pós-graduação; V-membro que se enquadrar em outras situações de impedimento ou suspeição previstas na legislação vigente. 10.4.1 Cada membro das Bancas Examinadoras deverá firmar declaração escrita de que não se enquadra em nenhuma das condições de impedimento descritas no item 10.4 deste Edital. 10.5 A prova prática, de caráter individual, para os cargos de Técnico de Laboratório/Multimídia, Técnico em Música/Viola, Técnico em Radiologia (com ênfase em Odontologia), Técnico em Radiologia (com ênfase em Veterinária) e de Tradutor e Intérprete em Linguagem de Sinais (LIBRAS) será realizada na cidade de Teresina-PI. 10.5.1 A COPESE divulgará a convocação/escalonamento para a prova prática em cada cargo, levando-se em conta a ordem crescente do respectivo número de inscrição neste concurso público, informando a data, local e os respectivos horários, na página eletrônica www.ufpi.br/copese até o dia 30/01/2019, conforme o Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 10.5.1.1 A prova prática será aplicada ao longo do dia. No entanto, se houver necessidade o período de realização da prova poderá se estender ao horário noturno. 10.5.2 O candidato que não comparecer à prova prática para o respectivo cargo, no dia, horário e local estabelecidos, será eliminado deste concurso público. 10.6 Os candidatos convocados para a prova prática deverão comparecer ao local da prova, com no mínimo 01(uma) hora de antecedência, portando os documentos/materiais a seguir especificados, sob pena de ser impedidos de submeter-se à prova prática e, consequentemente, eliminados do concurso público: a) documento de identidade original com fotografia; b) cartão de inscrição neste concurso público; c) caneta esferográfica de tinta azul-escuro ou preta. 10.7 Não será permitido que os candidatos portem celulares ou quaisquer aparelhos eletrônicos durante a realização da prova prática. 10.8 Candidatos com deficiência auditiva que façam uso de aparelho auricular devem entregar à Banca Examinadora, no dia de realização de sua prova prática, declaração médica da deficiência auditiva e da necessidade do uso do aparelho, devidamente assinadas pelo médico responsável. 10.9 No local de realização da prova prática, será permitida apenas a presença da Banca Examinadora, do candidato, da pessoa responsável e autorizada para fazer a gravação em vídeo e áudio. 10.9.1 A COPESE poderá supervisionar os trabalhos no local de realização da prova prática. 10.10 Nenhum candidato inscrito neste concurso público poderá assistir à prova prática dos demais concorrentes, inclusive os candidatos eliminados na prova objetiva.

11 DA PROVA PRÁTICA - TÉCNICO DE LABORATÓRIO/MULTIMÍDIA

11.1 A prova prática para o cargo de Técnico de Laboratório/Multimídia consistirá na realização de um conjunto de tarefas relacionadas à prática de operação de equipamentos de imagem e som, edição de vídeos, aplicação de técnicas de tratamento de imagens voltados para web. É esperado que o candidato demonstre compreensão das necessidades e também na operação rápida e eficaz dos equipamentos, dos softwares e dos demais acessórios envolvidos no processo de multimídia. 11.2 A avaliação da prova prática obedecerá à escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, distribuídos e pontuados conforme os seguintes critérios:

CRITÉRIOS

PONTUAÇÃO MÁXIMA

1

Domínio dos princípios básicos em produção de multimídia

25 pontos

2

Domínio na operação dos softwares de edição e editoração de imagem e som

25 pontos

3

Domínio na operação dos equipamentos

25 pontos

4

Criatividade e agilidade na execução das tarefas

25 pontos

TOTAL

100 pontos

11.3 A prova prática será de caráter classificatório e eliminatório, valerá 100 (cem) pontos. 11.4 A nota da prova prática corresponderá à média aritmética dos pontos atribuídos ao candidato por cada membro da banca examinadora, calculada até a segunda decimal, sem arredondamento. 11.5 Será aprovado na prova prática o candidato que obtiver nota igual ou superior a 50% (cinquenta por cento) do total de pontos da prova prática. 11.6 Não haverá, em qualquer hipótese, segunda chamada da prova prática e nem a realização de prova fora do horário e do local marcado para todos os candidatos. 11.7 Não será aprovado na prova prática e consequentemente será eliminado deste concurso público o candidato que obtiver nota inferior a 50% (cinquenta por cento) do total de pontos da prova prática. 11.8 A prova prática de cada candidato deverá ser gravada em áudio e vídeo, por profissional designado pela COPESE, para fins de registros e avaliação, sendo a utilização, o teor e a propriedade do material gravado de exclusividade da COPESE/UFPI. 11.9 Nenhum candidato inscrito neste concurso público poderá assistir à prova prática dos demais concorrentes, inclusive os candidatos eliminados na prova objetiva. 11.10 A prova prática será realizada nos turnos manhã e tarde, nas datas divulgadas pela COPESE, de acordo com o escalonamento dos candidatos, levando-se em conta a ordem crescente do respectivo número de inscrição neste concurso público. 11.11 Serão disponibilizados para todos os candidatos que farão a prova prática, os softwares que compõem a Suíte Master Collection da Adobe (Cc). 11.12 A prova prática poderá ser executada em computadores ou estações Macintosh ou Windows. 11.13 O tempo máximo para realização da prova prática de cada candidato será de 40 (quarenta) minutos. 11.14 O resultado preliminar da prova prática será divulgado no endereço eletrônico www.ufpi.br/copese, na data de 14/02/2019, conforme previsto no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 11.15 O candidato poderá interpor recurso no dia 15/02/2019, conforme previsto no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital, referente ao resultado da prova prática, na forma especificada na seção 17 deste Edital.

12 DA PROVA PRÁTICA PARA O CARGO DE TÉCNICO EM MÚSICA/VIOLA

12.1 A prova prática para o cargo de Técnico em Música/Viola consistirá de 2 (duas) Etapas, ambas eliminatórias, com a finalidade de verificar os conhecimentos e a capacidade técnica e musical do candidato. 12.2 Etapa 1 (peso 1): O candidato deverá gravar a execução da peça de confronto Johann Sebastian Bach - Suíte nº 2 BWV 1007, I (Sarabande e Giga) que servirá para a Banca Examinadora avaliar a performance do candidato nesta Etapa da prova prática. 12.2.1 A execução deverá ser gravada com o som e a imagem do candidato, ter no mínimo 10 (dez) minutos, e no máximo 20 (vinte) minutos, de duração devendo ser entregue pessoalmente na COPESE ou encaminhada em mídia DVD, via SEDEX, para o endereço da COPESE: Campus Universitário Ministro Petrônio Portela, Bloco 9, Bairro Ininga, CEP 64049-550, no período de inscrição, que será de 17/10 a 13/11/2018, conforme estabelecido no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 12.2.2 O candidato também deverá enviar a(s) partitura(s) impressas da peça gravada. 12.2.3 A avaliação desta Etapa obedecerá à escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, distribuídos e pontuados conforme os seguintes critérios:

CRITÉRIOS

PONTUAÇÃO MÁXIMA

1

Afinação

25 pontos

2

Ritmo

25 pontos

3

Sonoridade

25 pontos

4

Interpretação

25 pontos

TOTAL

100 pontos

12.2.4 A nota da Etapa 1 da prova prática de cada candidato será a média aritmética das notas atribuídas por cada membro da Banca Examinadora. 12.2.5 Será considerado aprovado nesta Etapa os candidatos que obtiverem, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) do total de pontos estabelecidos. 12.2.6 O resultado preliminar da Etapa 1 da prova prática será divulgado no dia 17/01/2019, conforme Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 12.2.7 O candidato poderá interpor recurso sobre o resultado desta Etapa até 18/01/2019, conforme previsto no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 12.2.8 A divulgação da relação dos candidatos habilitados à realização da Etapa 2 da prova prática será divulgada no dia 25/01/2019. 12.3 Etapa 2 (peso 2): Será realizada apenas para os candidatos que obtiverem aprovação na Etapa 1 e consistirá dos seguintes itens: I) Execução da peça de confronto F. A. HOFFMEISTER - Concerto em D. maior (primeiro movimento com Cadência) com duração máxima de 10 (dez) minutos; II) Execução de uma peça instrumental obra brasileira ou estrangeira para viola solo ou viola e piano com duração máxima de 10 (dez) minutos - Livre escolha. O candidato deverá prover à Banca Examinadora 3 cópias da partitura completa escolhida, antes de sua apresentação. III) Execução Instrumental, com duração máxima de 05 (cinco) minutos - Excertos Orquestrais: a) Beethoven, L. - OVERTURE CORIOLANO OP. 62 compasso. 100 a 151; b) Mendelssohn, F. - SONHO DE UMA NOITE DE VERÂO - SCHERZO (do compasso 70 até o compasso 323); c) Strauss, R. - DON JUAN OP 20 (do início até letra C ); d) Tschaikowsky, P. SINFONIA Nº 5 OP.64; 3. SATZ: VALSE (do compasso 10 ate o compasso 19); e do (compasso 105 até o compasso 141). IV) Execução de duas peças populares, com duração máxima de 05 (cinco) minutos, acompanhado por um pianista, onde o candidato deverá mostrar habilidade de improvisação em cima da melodia dada e uma leitura a primeira vista com duração de no máximo 4 (quatro) minutos para a execução de um trecho. As peças serão divulgadas na página eletrônica da Copese www.ufpi.br/copese antes da Etapa 2 da Prova Prática, no dia 25/01/2019, previsto no Cronograma de Execução do Concurso - Anexo V deste Edital. 12.3.1 O local previsto para a realização da Etapa 2 da prova prática é o Auditório do DMA (atual Coordenação de Música) do CCE (Centro de Ciências da Educação) da UFPI, e será confirmado posteriormente na convocação/escalonamento para a prova prática, conforme especificado no subitem 10.5.1 deste Edital. 12.3.2 O tempo máximo para realização da Etapa 2 da prova prática de cada candidato, será de 30 (trinta) minutos para execução dos itens previstos. A Banca Examinadora concederá o tempo de 10 (dez) minutos para o deslocamento de cada candidato (entrada e saída do recinto de realização da prova prática). 12.3.3 O tempo de realização da Etapa 2 da prova prática, não será prorrogado, salvo se houver necessidade de compensação do tempo, a critério da Banca Examinadora. 12.3.4 A COPESE/UFPI não disponibilizará instrumentos para a realização da prova prática, cada candidato deverá trazer o seu instrumento. 12.3.5 A Banca Examinadora poderá solicitar ao candidato, a qualquer momento, a interrupção da execução de qualquer item previsto nesta Etapa, quando assim julgar conveniente. 12.3.6 A avaliação da Etapa 2 obedecerá à escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, distribuídos e pontuados conforme os seguintes critérios:

CRITÉRIOS

PONTUAÇÃO MÁXIMA

1

Afinação

25 pontos

2

Ritmo

25 pontos

3

Sonoridade

25 pontos

4

Interpretação

25 pontos

TOTAL

100 pontos

Este conteúdo não substitui o publicado na versão certificada.

Borda do rodapé
Logo da Imprensa