Dicionário Eletrônico da Imprensa Nacional

Publicado inicialmente em versão eletrônica como parte da programação dos 211 anos da Casa, o Dicionário da Imprensa Nacional, instituído pela Portaria nº 133, de 13 de maio de 2019, é uma iniciativa de resgate da história da Imprensa Nacional (IN), órgão criado em 13 de maio de 1808, por decreto do príncipe regente D. João. Trata-se de uma compilação de verbetes atualizados periodicamente e vinculados a acontecimentos, objetos e pessoas ligados à trajetória dessa Instituição que acompanha a existência do Estado e da sociedade no Brasil há mais de dois séculos. Elaboramos uma lista de abreviações para melhor guiar o leitor pelo conteúdo da obra.

O trabalho é organizado pela Assessoria de Comunicação da IN a partir da seleção dos verbetes, conceituados pela equipe e também por especialistas da Casa ou convidados, a exemplo do escritor Domício Proença Filho, quinto ocupante da cadeira 28 da Academia Brasileira de Letras, autor do verbete Machado de Assis; da historiadora da Universidade de São Paulo, Maria Beatriz Nizza da Silva, de quem publicamos o verbete Gazeta do Rio de Janeiro; e da Técnica em Assuntos Culturais do Arquivo Nacional, Angélica Ricci Camargo, autora do verbete Impressão Régia.

Dicionário Eletrônico da Imprensa Nacional

Dicionário Eletrônico da Imprensa Nacional