Verbete

Voltar

Joana França Stockmeyer, Patrona da Servidoria Pública Brasileira

Primeira mulher admitida no serviço público brasileiro, por intermédio da IN. Em 4 de janeiro de 1892, ela ingressou nos quadros da Casa, onde trabalhou, como monotipista, até a aposentadoria, por decreto presidencial de 25 de julho de 1944, no cargo da classe G da carreira de Operário de Artes Gráficas, do Quadro Suplementar do Ministério da Justiça e Negócios Interiores, a quem a IN era então vinculada. Sua matrícula recebeu o número 263.410. Decreto presidencial de 5 de março de 2008 conferiu a ela o título, in memoriam, de Patrona da Servidora Pública Brasileira. A IN decidiu homenageá-la identificando com seu nome o monotipo Joana França Stockmeyer, exposto à visitação no Museu da Imprensa.