Matérias mais recentes - Todas as seções

Diário Oficial da União

Publicado em: 12/02/2019 | Edição: 30 | Seção: 1 | Página: 9

Órgão: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento/Secretaria de Política Agrícola

PORTARIA Nº 2, DE 7 DE FEVEREIRO DE 2019

O SECRETÁRIO DE POLÍTICA AGRÍCOLA, no uso de suas atribuições e competências estabelecidas pelo Decreto nº 8.821, publicado no Diário Oficial da União de 26 de julho de 2016, e observado, no que couber, o contido nas Instruções Normativas nº 2, de 9 de outubro de 2008, publicada no Diário Oficial da União de 13 de outubro de 2008, da Secretaria de Política Agrícola, e nº 16, de 9 de abril de 2018, publicada no Diário Oficial da União de 12 de abril de 2018, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, resolve:

Art. 1º Aprovar o Zoneamento Agrícola de Risco Climático para a cultura de trigo de sequeiro, para DUPLO PROPÓSITO (forragem + grão), no Estado do Paraná, ano-safra 2018/2019, conforme anexo.

Art. 2º Esta Portaria tem vigência específica para o ano-safra definido no art. 1º e entra em vigor na data de sua publicação.

EDUARDO SAMPAIO MARQUES

ANEXO

1.NOTA TECNICA

Os chamados trigos de DUPLO PROPÓSITO, que possuem aptidão para a produção de forragem (pastejo/corte) e grãos na mesma estação de crescimento, conforme experiências que têm sido levadas a cabo há vários anos no sul do Brasil, são alternativas que visam à otimização do uso da terra no inverno, pela integração lavoura-pecuária, facultando a cobertura do solo após a colheita dos cultivos de verão, atenuando o vazio forrageiro de outono para a produção animal, diluindo os custos fixos de produção e reduzindo os riscos pela colheita antecipada na forma de forragem.

A adoção desse sistema integrado de produção de trigo, lavoura-pecuária, exige a adoção de tecnologia especifica, envolvendo o manejo da lavoura e de animais, que começa pela escolha da cultivar desse cereal que tenha aptidão para esse tipo de uso (Grupo III, resistência ao pisoteio animal, maior número de afilhos, capacidade de rebrote elevada e produção de biomassa (forragem + grãos) também elevada). A semedura deve ser antecipada (20 a 40 dias) em relação ao trigo apenas para produzir grão. Recomenda-se usar 20% a mais de sementes (350 a 400 sementes/m2). A realização do 1º pastejo/1ºcorte deve ser feita quando decorridos de 45 a 70 dias após emergência e as plantas atingirem de 25 a 35 cm ou produção de biomassa contabilizar de 0,7 a 1,0 kg de matéria verde/m2. No caso de opção pelo sistema de 2 pastejos/2cortes, respeitar o intervalo entre pastejos/cortes de 28 a 35 dias (obervando que a base do colmo mantenha-se cheia), sempre deixando um altura de resteva de 5 a 10 cm (retirada dos animas ou altura de corte). Após cada pastejo/corte, deve ser aplicado 30 kg/ha de N.

Objetivou-se, com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático, identificar os municípios aptos e os períodos de semeadura, para o cultivo do trigo de sequeiro para DUPLO PROPÓSITO (forragem + grão), envolvendo 1 Pastejo/1 Corte e 2 Pastejos/ 2 Cortes, no Estado do Paraná, em três níveis de risco: 20%, 30% e 40%.

Essa identificação foi realizada a partir de análises térmica e hídrica. A análise hídrica baseou-se em um modelo de balanço hídrico da cultura considerando-se as seguintes variáveis: precipitação pluvial, evapotranspiração potencial, ciclo da cultura e fase fenológicas, coeficiente de cultura (Kc) e reserva útil de água dos solos.

Para caracterização da oferta hídrica foram estimados os valores do índice de satisfação da necessidade de água (ISNA), expresso pela relação entre evapotranspiração real (ETr) e a evapotranspiração máxima da cultura (ETm). Foram consideradas as seguintes classes de ISNA:

A - Igual ou superior a 0,60 na fase I - semeadura/emergência e

B - Igual ou superior a 0,55 na fase III - espigamento/enchimento de grãos.

Para identificação do risco de geada no decêndio de espigamento do trigo, considerou-se a ocorrência de temperaturas mínimas do ar£0,0 °C, no abrigo meteorológico, até o nível de 20% de risco de ocorrência, em função do decêndio de semeadura, conforme o ciclo do trigo.

As cultivares de trigo que possuem aptidão para uso em sistemas de produção e duplo propósito (forragem + grão) são classificadas no Grupo III, conforme as características homogêneas, observadas as regiões de adaptação (Instrução Normativa nº 3, de 14 de outubro de 2008 - SPA/MAPA, publicada no Diário Oficial da União, de 15 de outubro de 2008).

Para classificação do risco em cada decêndio de semeadura foi observado a frequência de atendimento do parâmetro ISNA (classes de ISNA) e do limite térmico (risco de geada fixado em 20%), nos anos avaliados, permitindo definir os níveis de risco em 20% (80% dos anos atendidos), 30% (70% dos anos atendidos) e 40% (60% dos anos atendidos).

Reitera-se que a adoção do sistema de produção de trigo para duplo propósito (forragem e grãos) exige o acompanhamento técnico para um manejo adequado dessa prática, com relação ao momento da realização de pastejos/cortes ou a entrada e retirada dos animais nas lavouras, obedecendo critérios de desenvolvimento fenológico da cultura, de forma que não sejam causados danos aos pontos de crescimento das plantas (a base dos colmos deve ser mantida cheia. Se ocas, pode haver redução drástica no rendimento de grãos). Uma vez que, em algumas circunstâncias, o rendimento final de grãos nesse tipo de lavoura pode ser inferior ao sistema sem pastejo/corte, deve ser contabilizado no rendimento final, nesse tipo de lavoura, a receita decorrente do ganho de peso animal ou outra função zootécnica especializada, como produção de leite, por pastejo/corte realizados: 100 kg/ha de carne (1 a 3 animais/ha) ou 1000 kg/ha de leite (1 a 2 animais/ha).

2. TIPOS DE SOLOS APTOS AO CULTIVO

São aptos ao cultivo de trigo de sequeiro para DUPLO PROPÓSITO (forragem + grão), envolvendo 1 Pastejo/1 Corte e 2 Pastejos/ 2 Cortes, no Estado do Paraná os solos dos tipos 2 e 3, observadas as especificações e recomendações contidas na Instrução Normativa nº 2, de 9 de outubro de 2008.

Não são indicadas para o cultivo:

- áreas de preservação permanente, de acordo com a Lei 12.651, de 25 de maio de 2012;

- áreas com solos que apresentam profundidade inferior a 50 cm ou com solos muito pedregosos, isto é, solos nos quais calhaus e matacões ocupem mais de 15% da massa e/ou da superfície do terreno.

3. TABELA DE PERÍODOS DE SEMEADURA

Períodos

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

Datas

a

10

11

a

20

21

a

31

a

10

11

a

20

21

a 28

a

10

11

a

20

21

a

31

a

10

11

a

20

21

a

30

Meses

Janeiro

Fevereiro

Março

Abril

Períodos

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

Datas

a

10

11

a

20

21

a

31

a

10

11

a

20

21

a

30

a

10

11

a

20

21

a

31

a

10

11

a

20

21

a

31

Meses

Maio

Junho

Julho

Agosto

Períodos

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

Datas

a 10

11

a

20

21

a

30

a

10

11

a

20

21

a

31

a

10

11

a

20

21

a

30

a

10

11

a

20

21

a

31

Meses

Setembro

Outubro

Novembro

Dezembro

4. CULTIVARES INDICADAS

Para efeito de indicação dos períodos de plantio, as cultivares, que possuem aptidão para duplo propósito forragem + grãos), envolvendo 1 Pastejo/1 Corte e 2 Pastejos/ 2 Cortes, indicadas pelos obtentores /mantenedores foram agrupadas conforme a seguir especificado.

Macrorregião 1

GRUPO III

EMBRAPA TRIGO - CNPT: BRS Tarumã.

Notas:

1. Informações específicas sobre as cultivares indicadas devem ser obtidas junto aos respectivos obtentores/mantenedores.

2. Devem ser utilizadas no plantio sementes produzidas em conformidade com a legislação brasileira sobre sementes e mudas (Lei nº 10.711, de 5 de agosto de 2003, e Decreto nº 5.153, de 23 de agosto de 2004).

5. RELAÇÃO DOS MUNICÍPIOS APTOS AO CULTIVO E PERÍODOS INDICADOS PARA SEMEADURA

MUNICÍPIOS

PERÍODOS DE SEMEADURAS PARA CULTIVARES DO GRUPO III -

1 PASTEJO/1 CORTE

SOLO 1

SOLO 2

SOLO 3

RISCO DE 20%

RISCO DE 30%

RISCO DE 40%

RISCO DE 20%

RISCO DE 30%

RISCO DE 40%

RISCO DE 20%

RISCO DE 30%

RISCO DE 40%

Adrianópolis

12

13 a 14

12 a 14

Agudos Do Sul

14 a 16

14 a 16

Almirante Tamandaré

16

14 a 15

14 a 16

Antônio Olinto

14 a 16

14 a 16

Araucária

14 a 16

14 a 16

Balsa Nova

16

14 a 15

14 a 16

Bituruna

14 a 16

14 a 16

Bocaiúva Do Sul

16

14 a 15

14 a 16

Campina Do Simão

14 a 16

14 a 16

Campina Grande Do Sul

14 a 16

14 a 16

Campo Do Tenente

14 a 16

14 a 16

Campo Largo

16

14 a 15

14 a 16

Campo Magro

16

14 a 15

14 a 16

Candói

14 a 16

14 a 16

Cantagalo

13 a 15

13 a 15

Carambeí

12

13 a 14

12 a 14

Castro

12

13 a 14

12 a 14

Cerro Azul

12

13 a 14

12 a 14

Clevelândia

13 a 15

13 a 15

Colombo

14 a 16

14 a 16

Contenda

14 a 16

14 a 16

Coronel Domingos Soares

14 a 16

14 a 16

Cruz Machado

14 a 16

14 a 16

Curitiba

14 a 16

14 a 16

Doutor Ulysses

12

13 a 14

12 a 14

Fazenda Rio Grande

14 a 16

14 a 16

Fernandes Pinheiro

16

14 a 15

14 a 16

Foz Do Jordão

14 a 16

14 a 16

General Carneiro

14 a 16

14 a 16

Goioxim

14 a 16

14 a 16

Guamiranga

16

14 a 15

14 a 16

Guarapuava

14 a 16

14 a 16

Honório Serpa

13 a 15

13 a 15

Imbituva

16

14 a 15

14 a 16

Inácio Martins

14 a 16

14 a 16

Ipiranga

16

14 a 15

14 a 16

Irati

14 a 16

14 a 16

Itaperuçu

16

14 a 15

14 a 16

Ivaí

12

13 a 14

12 a 14

Lapa

14 a 16

14 a 16

Laranjeiras Do Sul

13 a 15

13 a 15

Mallet

14 a 16

14 a 16

Mandirituba

14 a 16

14 a 16

Mangueirinha

14 a 16

14 a 16

Marquinho

13 a 15

13 a 15

Palmas

14 a 16

14 a 16

Palmeira

16

14 a 15

14 a 16

Paula Freitas

14 a 16

14 a 16

Paulo Frontin

14 a 16

14 a 16

Piên

14 a 16

14 a 16

Pinhais

14 a 16

14 a 16

Pinhão

14 a 16

14 a 16

Piraquara

14 a 16

14 a 16

Ponta Grossa

16

14 a 15

14 a 16

Porto Amazonas

16

14 a 15

14 a 16

Porto Vitória

14 a 16

14 a 16

Prudentópolis

12

13 a 14

12 a 14

Quatro Barras

14 a 16

14 a 16

Quitandinha

14 a 16

14 a 16

Rebouças

14 a 16

14 a 16

Reserva Do Iguaçu

14 a 16

14 a 16

Rio Azul

14 a 16

14 a 16

Rio Branco Do Sul

16

14 a 15

14 a 16

Rio Negro

14 a 16

14 a 16

São João Do Triunfo

14 a 16

14 a 16

São José Dos Pinhais

14 a 16

14 a 16

São Mateus Do Sul

14 a 16

14 a 16

Teixeira Soares

16

14 a 15

14 a 16

Tijucas Do Sul

14 a 16

14 a 16

Tunas Do Paraná

16

14 a 15

14 a 16

Turvo

16

14 a 15

14 a 16

União Da Vitória

14 a 16

14 a 16

Virmond

13 a 15

13 a 15

MUNICÍPIOS

PERÍODOS DE SEMEADURAS PARA CULTIVARES DO GRUPO III-

2 PASTEJOS/2 CORTES

SOLO 1

SOLO 2

SOLO 3

RISCO DE 20%

RISCO DE 30%

RISCO DE 40%

RISCO DE 20%

RISCO DE 30%

RISCO DE 40%

RISCO DE 20%

RISCO DE 30%

RISCO DE 40%

Adrianópolis

13

10 a 12

10 a 13

Agudos Do Sul

12 a 15

12 a 15

Almirante Tamandaré

13 a 15

12

12 a 15

Antônio Olinto

12 a 15

12 a 15

Araucária

12 a 15

12 a 15

Balsa Nova

13 a 15

12

12 a 15

Bituruna

12 a 15

12 a 15

Bocaiúva Do Sul

13 a 15

12

12 a 15

Campina Do Simão

12 a 15

12 a 15

Campina Grande Do Sul

12 a 15

12 a 15

Campo Do Tenente

12 a 15

12 a 15

Campo Largo

13 a 15

12

12 a 15

Campo Magro

13 a 15

12

12 a 15

Candói

12 a 15

12 a 15

Cantagalo

11 a 14

11 a 14

Carambeí

13

10 a 12

10 a 13

Castro

13

10 a 12

10 a 13

Cerro Azul

13

10 a 12

10 a 13

Clevelândia

11 a 14

11 a 14

Colombo

12 a 15

12 a 15

Contenda

12 a 15

12 a 15

Coronel Domingos Soares

12 a 15

12 a 15

Cruz Machado

12 a 15

12 a 15

Curitiba

12 a 15

12 a 15

Doutor Ulysses

13

10 a 12

13

10 a 12

Fazenda Rio Grande

12 a 15

12 a 15

Fernandes Pinheiro

13 a 15

12

12 a 15

Foz Do Jordão

12 a 15

12 a 15

General Carneiro

12 a 15

12 a 15

Goioxim

12 a 15

12 a 15

Guamiranga

13 a 15

12

12 a 15

Guarapuava

12 a 15

12 a 15

Honório Serpa

11 a 14

11 a 14

Imbituva

13 a 15

12

12 a 15

Inácio Martins

12 a 15

12 a 15

Ipiranga

13 a 15

12

12 a 15

Irati

13 a 15

12

12 a 15

Itaperuçu

13 a 15

12

12 a 15

Ivaí

13

10 a 12

10 a 13

Lapa

12 a 15

12 a 15

Laranjeiras Do Sul

11 a 14

11 a 14

Mallet

12 a 15

12 a 15

Mandirituba

12 a 15

12 a 15

Mangueirinha

12 a 15

12 a 15

Marquinho

13 a 14

11 a 12

11 a 14

Palmas

12 a 15

12 a 15

Palmeira

13 a 15

12

12 a 15

Paula Freitas

12 a 15

12 a 15

Paulo Frontin

12 a 15

12 a 15

Piên

12 a 15

12 a 15

Pinhais

12 a 15

12 a 15

Pinhão

12 a 15

12 a 15

Piraquara

12 a 15

12 a 15

Ponta Grossa

13 a 15

12

12 a 15

Porto Amazonas

13 a 15

12

12 a 15

Porto Vitória

12 a 15

12 a 15

Prudentópolis

13

10 a 12

10 a 13

Quatro Barras

12 a 15

12 a 15

Quitandinha

12 a 15

12 a 15

Rebouças

12 a 15

12 a 15

Reserva Do Iguaçu

12 a 15

12 a 15

Rio Azul

12 a 15

12 a 15

Rio Branco Do Sul

13 a 15

12

12 a 15

Rio Negro

12 a 15

12 a 15

São João Do Triunfo

13 a 15

12

12 a 15

São José Dos Pinhais

12 a 15

12 a 15

São Mateus Do Sul

12 a 15

12 a 15

Teixeira Soares

13 a 15

12

12 a 15

Tijucas Do Sul

12 a 15

12 a 15

Tunas Do Paraná

13 a 15

12

12 a 15

Turvo

13 a 15

12

12 a 15

União Da Vitória

12 a 15

12 a 15

Virmond

11 a 14

11 a 14

Este conteúdo não substitui o publicado na versão certificada.