Notícias da Imprensa Nacional

Exposição fotográfica resgata transferência da IN para Brasília

Desde o dia 9/12, o Espaço Cultural Machado de Assis abriga a exposição fotográfica EPOPEIA DA TRANSFERÊNCIA DA IMPRENSA NACIONAL PARA BRASÍLIA, um resgate daquele momento histórico reunido em 17 imagens históricas ampliadas, agora expostas à visitação pública de forma permanente no saguão da Casa. A mostra é o início da revitalização do Espaço Cultural Machado de Assis, que também prevê a instalação, no próximo ano, de um busto do escritor e Patrono da IN, além de novas exposições.

Publicado: 10/12/2019 15:23:00

Desde o dia 9/12, o Espaço Cultural Machado de Assis abriga a exposição fotográfica EPOPEIA DA TRANSFERÊNCIA DA IMPRENSA NACIONAL PARA BRASÍLIA, um resgate daquele momento histórico reunido em 17 imagens históricas ampliadas, agora expostas à visitação pública de forma permanente no saguão da Casa. A mostra é o início da revitalização do Espaço Cultural Machado de Assis, que também prevê a instalação, no próximo ano, de um busto do escritor e Patrono da IN, além de novas exposições.

As fotos cobrem o curto período de 1958 a 1960, a partir da visita do presidente Juscelino Kubitschek à IN, ainda no Rio de Janeiro, quando discutiu detalhes da mudança para Brasília com o então diretor-geral, Britto Pereira, em meio às comemorações do sesquicentenário do Órgão. O presidente JK assumira o compromisso de rodar o Diário Oficial da União (DOU) no dia da inauguração da nova capital e ele mesmo acionou o botão da impressora Marinoni na manhã de 21 de abril de 1960.

O momento em que o JK sai da IN, tendo a seu lado o ajudante de ordens com um exemplar do DOU sob o braço, está registrado na foto de fechamento da exposição. Uma foto aérea da IN em construção capta também, ao fundo, o Congresso Nacional e alguns ministérios, todos igualmente em fase adiantada de edificação.

IN, ASDIN e AMI abrem exposição


Em 9/12, o Diretor-Geral, Pedro Bertone, o Presidente da Associação dos Amigos do Complexo Cultural da IN (AMI), Trajano Jardim, e a Presidente da Associação dos Servidores da Imprensa Nacional (Asdin), Ilma de Fátima Mendes Ferreira, descerraram a fita inaugural da exposição fotográfica EPOPEIA DA TRANSFERÊNCIA DA IMPRENSA NACIONAL PARA BRASÍLIA em cerimônia prestigiada por bom número de servidores e colaboradores no saguão do prédio.

Referindo-se à exposição como "uma entrega feita com satisfação", Pedro Bertone explicou que o projeto nasceu a partir de um contato da Presidência da República em busca de fotografias históricas da construção de Brasília e da Imprensa Nacional. Localizadas as fotos no acervo do Museu da Imprensa, pensou-se em reproduzi-las inicialmente em quadros no Gabinete da Direção-Geral, mas a representatividade das fotos exigia uma exibição em local com maior circulação de pessoas. "Então chegamos a este resultado final, que supera nossas expectativas", elogiou.

Em sua avaliação, a mostra respeita a memória da Instituição em uma trajetória que culmina com a inauguração de Brasília e com a impressão do primeiro Diário Oficial na nova capital do País. "É uma história bonita que precisa ser contada e preservada, como faz a exposição aberta hoje ao público. Parabéns a todos que contribuíram com a concretização este projeto", finalizou.

Segundo o Diretor-Geral, a exposição é a primeira ação de um conjunto de atividades previstas para abril e maio do próximo ano, quando se comemoram os aniversários de Brasília e da Imprensa Nacional. "Trabalhamos com a expectativa de mais recursos em 2020 para investirmos na modernização deste prédio, construído há 60 anos e desde então sem uma intervenção mais forte e estruturante. O prédio precisa de mais conforto, segurança e economia", adiantou.

Ainda para este ano, ele anunciou o lançamento da Biblioteca Digital Machado de Assis, "que disponibilizará para o mundo o rico acervo de nossas obras raras", de forma adicional ao acervo físico. Também anunciou a disponibilização do aplicativo do Diário Oficial da União para celular, definido por ele como "uma revolução na forma como as pessoas pesquisam no jornal". 

IN e AMI promoverão ações de voluntariado


O Acordo de Cooperação Técnica assinado em 9/12 estabelece as condições de cooperação mútua entre a IN e a AMI para a promoção de atividades conjuntas e serviços voluntários, com vistas à preservação do Museu da Imprensa e Auditório D. João VI, que compõem o Complexo Cultural da Casa. O acordo prevê, entre outros itens, intercâmbio de informações e publicações incluindo o intercâmbio entre as respectivas instituições, além da designação pela AMI de pessoas voluntárias para a execução de atividades de preservação do Complexo, e de estudantes para a realização de pesquisas envolvendo temas atinentes à Imprensa Nacional e sua história.